Últimas do blog

Outra Resenha de Cinco Livros Imperdíveis

Nada de Novo no Front – Erich Maria Remarque

Nada de Novo no Front – Erich Maria Remarque

1*SQHmhC673di6v0C5z704Dw Outra Resenha de Cinco Livros Imperdíveis
O livro é um romance baseado nas experiências de guerra do autor, o que torna as cenas descritas e a profundidade da história algo muito mais verossímil e contundente.

Paul Bäumer, o protagonista, é um jovem que parte para a guerra com seus colegas de escola, motivado pelo patriotismo. Sentimento esse, motivado pelos adultos, pais e professores. Ir para a guerra demonstrava a coragem daqueles jovens em defender seu país. Contudo, não demora muito tempo para que Paul e seus amigos percebam que a guerra não tem nenhum glamour, e que somente traz morte e destruição.

A partir do momento em que os jovens percebem que estão lutando por uma causa inócua, os sentimentos de desolação e de desesperança tomam conta deles. A narrativa é muito reflexiva e cheia de passagens melancólicas, o que nos permite partilhar dos sentimentos e dos anseios do protagonista.

Paul vê grande parte de seus amigos morrerem, sendo dizimados não apenas pelas bombas e pelos tiros, mas também pelo desespero e pela angústia. O livro narra os acontecimentos da I Guerra Mundial, os alemães estão em total desvantagem e os soldados passam por situações desesperadoras: fome, frio e doenças.

Duas cenas são extremamente marcantes no livro: a primeira acontece quando Paul tem a oportunidade de voltar para casa, para visitar a mãe doente. Quando ele volta para a sociedade, ele simplesmente não consegue se encaixar. O estado psicológico e mental do personagem se mostra totalmente abalado, e fica muito claro o sentimento de não pertencimento.

A outra cena marcante, acontece durante uma batalha nas trincheiras. Paul se depara com um soldado inimigo e trava seu primeiro embate corpo a corpo. Ele consegue esfaquear e matar o oponente. Devido à troca de tiros e de bombas que está acontecendo, ele permanece no buraco, junto com o cadáver.

Paul verifica a carteira do morto e percebe que seu inimigo é um homem comum, e tem uma família que o esperava.

Nada de Novo no Front é um livro excelente, que narra de forma profunda os acontecimentos e as consequências da guerra, além das cicatrizes físicas e emocionais que ela gera.

O Tempo e o Vento – Erico Verissimo

O Tempo e o Vento – Erico Verissimo

czM6Ly9waG90b3MuZW5qb2VpLmNvbS5ici9wcm9kdWN0cy82OTgxMDQwLzI2NWMxNDA0NmM0M2IxNjhlYjQyZWIzODU2NGNmNjNjLmpwZw Outra Resenha de Cinco Livros Imperdíveis
Poucas histórias são tão encantadoras, da forma que às de O Tempo e o Vento, a incrível trilogia do escritor gaúcho Erico Verissimo, publicada entre 1949 e 1961. O autor criou personagens memoráveis como a Ana Terra e o Capitão Rodrigo Cambará, um dos maiores marcos da literatura nacional, tanto em número de páginas quanto em qualidade.

A trilogia é dividida em O Continente, O Retrato e O Arquipélago. A história começa na cidade de Santa Fé em 1895, durante a Revolução Federalista. O Sobrado da família Terra Cambará está em sítio pelos maragatos (federalistas), enquanto os moradores da casa são pica-paus (republicanos).

Em meio à guerra, somos apresentados a Bibiana, matriarca da família, que relembra seu passado, sua avó Ana Terra e um certo Capitão Rodrigo.

Bibiana é uma bela jovem, quando o capitão Rodrigo Cambará chega na pequena cidade de Santa Fé, e abala as estruturas do povoado.

Rodrigo se apaixona por Bibiana Terra. Porém, a moça tem como pretendente o filho do homem mais poderoso da cidade. Além disso, o pai da jovem não simpatiza com o capitão. No entanto, Rodrigo quer Bibiana, e parte para um duelo com seu rival, que a traição o atinge com uma bala.

Recuperado do ferimento, Rodrigo consegue o consentimento para se casar com Bibiana. O casamento ia bem, até que com o tempo e a chegada dos filhos, Rodrigo se consome pela monotonia que se tornou sua vida. Começa a beber muito, a jogar em excesso e a correr atrás de mulheres. Então, resolve fazer o que realmente gosta: guerrear. O protagonista morre no fim da narrativa envolvido com a Guerra dos Farrapos.

As mulheres são personagens fortes: Ana Terra, Bibiana e Maria Valéria, foram inspiradas na própria experiência de vida do autor, que sofreu com o divórcio dos pais em uma época em que isso era inaceitável aos olhos da sociedade. Sua mãe, corajosamente, tomou a iniciativa quando o pai deixa a administração da farmácia e passa a frequentar bordéis e bares, sustentando os filhos com o trabalho de costureira, todo esse conflito se reflete muito nas personagens de Bibiana e Rodrigo Cambará.

Os homens do livro no geral têm a imagem do ”gaúcho valentão”, e são psicologicamente fracos diante de situações pessoais, enquanto as mulheres usam seu sofrimento como fonte de superação e força.

Exodus – Leon Uris

Exodus – Leon Uris

14375-600x877 Outra Resenha de Cinco Livros Imperdíveis

Exodus é um romance escrito por Leon Uris, e publicado em 1958, nos Estados Unidos. O livro relata a história de fugitivos judeus no navio Exodus, em 1947, que saíram da Europa em direção à Palestina.

O livro “Exodus” é um romance épico de Leon Uris que deu origem ao famoso filme de 1960 de Otto Preminger: “Exodus”.

O livro conta a história dos judeus no êxodo ilegal realizado por milhares de pessoas rumo à terra sagrada: Palestina, e a fundação do tão sonhado estado judeu: Israel.

Ele relata e descreve detalhadamente o horrível sofrimento dos judeus, a inacabável luta, o sonho alimentado por muita fé, coragem e o tratamento recebido pelo povo judeu na Europa no século XIX e XX.

Rebecca – Daphe Du Maurier

Rebecca – Daphe Du Maurier

71XLoHIUE1L Outra Resenha de Cinco Livros Imperdíveis
Uma jovem acompanhante hospedada em um hotel de luxo, conhece o viúvo Maxim de Winter e, após alguns encontros, é surpreendida com um pedido de casamento. Depois de uma breve lua-de-mel, vão morar na famosa mansão Menderley no interior da Inglaterra.

Ela é esperada na Mansão com uma certa expectativa, pois todos querem compará-la com a falecida esposa de Mrs. de Winter. A Mansão Menderley é descrita com beleza e grandiosidade, digna da antiga Inglaterra

A presença de Rebecca parece estar em todos os lugares, na decoração e organização, na mente dos empregados, dos amigos e familiares, inclusive do quieto e misterioso Mr. de Winter, que não se sabe se ainda ama a falecida.

A atual Mr. de Winter, com sua timidez, não consegue sentir-se à vontade no seu novo lar sentindo-se uma intrusa. Então, nas tentativas de desvendar os mistérios de quem foi realmente Rebecca, que ela acaba descobrindo um trágico segredo da família e terá que conviver com ele.

Rebecca é um romance que deixa o leitor em suspense do início ao fim. Os personagens são bem construídos.

Outra personagem enigmática é Mrs. Danvers, governanta de Menderley, admiradora e devotada à morta, de tal forma, que mantém a presença de Rebecca forte na casa. É inimiga declarada da nova esposa de Winter.

Um livro sensacional, com uma história de tirar o fôlego. Recomendo a todos que gostam de um bom mistério.

Incidentes em Antares – Erico Verissimo

Incidentes em Antares – Erico Verissimo

livro-incidente-em-antares-erico-verissimo-D_NQ_NP_255405-MLB25004477443_082016-F Outra Resenha de Cinco Livros Imperdíveis
O romance é dividido em duas partes, “Antares” e “O incidente”. Na primeira, narra-se a história da cidade de Antares, no interior do Rio Grande do Sul, localidade dominada pela disputa entre duas famílias poderosas; os Vacariano e os Campolargo, vivendo entre alianças e desavenças.

A ação de “O incidente” tem início em 11 de dezembro de 1963, quando é decretada uma greve geral na cidade de Antares, iniciada pelos operários das indústrias da região. Os funcionários do cemitério declaram sua adesão ao movimento. Com isso, ficam sem enterro os corpos de sete mortos: D. Quitéria, matriarca dos Campolargo que morreu de enfarto; Dr. Cícero Branco, advogado envolvido em falcatruas com as duas famílias poderosas; o sapateiro Barcelona; o maestro Menandro, que se suicidou; a velha prostituta Erotildes, vítima de descaso médico; João Paz, agitador político morto depois de ter sido torturado pela polícia; e, por fim, o bêbado Pudim de Cachaça, assassinado pela mulher, cansada de suas bebedeiras e agressões.

Abandonados diante dos cemitérios, os mortos se levantam de seus caixões e se dirigem à cidade, provocando pânico na população. Separam-se, combinando reencontro para o meio-dia no coreto da praça central. Cada um deles visita seus parentes, descobrindo certas circunstâncias de suas mortes, bem como a reação de todos diante delas.

No horário marcado, encontram-se todos no coreto. A população se reúne em torno, curiosa para saber o desenrolar do caso. Os mortos iniciam então uma sucessão de acusações e denúncias envolvendo os moradores. Cícero Branco apresenta provas de enriquecimento ilícito dos poderosos locais, além de denunciar as circunstâncias da morte de João Paz. Barcelona revela os casos de adultério, que ele sabia pelas conversas ouvidas em sua sapataria. Erotildes aponta os nomes de alguns de seus amantes mais notórios. As acusações se desdobram em outras, feitas pelos próprios vivos, trazendo intranquilidade a muitos lares da cidade.

Os grevistas resolvem suspender seu movimento e atacam os defuntos no coreto. Os mortos resolvem então se recolher ao cemitério, onde são finalmente sepultados. Repórteres de diversas localidades visitam a cidade querendo saber detalhes do incidente. Alguns moradores confirmam o ocorrido, mas sem conseguir apresentar provas. As autoridades afirmam que tudo não passa de boato para promover a feira agropecuária local. Essa versão é a que acaba por predominar, relegando ao esquecimento o estranho incidente de Antares.

 

Livros de Gil  DePaula – www.amazon.com.br    ou    www.clubedeautores.com.br > Digite Gil DePaula

Livros-de-Gil-DePaula Outra Resenha de Cinco Livros Imperdíveis

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios *

*

Solve : *
8 × 27 =


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: