Últimas do blog

“É Coisa de Preto”

Por Gil DePaula

(Republicado)

-Coisa-de-Preto “É Coisa de Preto”

  • “É Coisa de Preto” ser Otelo amado, odiado, traído e eternizado por Shakespeare.
  • “É Coisa de Preto” se chamar Machado de Assis, se perder nos olhos de Capitu e ver Bentinho enciumado tornar-se  Dom Casmurro.
  • “É Coisa de Preto” ficar preso durante 30 anos e depois se tornar o primeiro presidente negro da África do Sul ou ser simplesmente Mandela.
  • “É Coisa de Preto” se chamar Jesse Owens e, em uma olimpíada, derrotar os nazistas em plena Alemanha.
  • “É Coisa de Preto” ter rei no nome (Martin Luther King), ganhar o Nobel da Paz e ser assassinado por defender a igualdade e a paz entre todos.
  • “É Coisa de Preto” se chamar Pelé, ser rei por decisão de seus súditos, parar uma guerra e se tornar ídolo mundial.
  • “É Coisa de Preto” perder a visão, ser considerado um gênio da música e o segundo melhor cantor de todos os tempos, ou é Coisa de Ray Charles.
  • “É Coisa de Preto” comer as bananas que lhe são atiradas, ser nordestino, ter o apelido de Dani e ser milionário.
  • “É Coisa de Preto” se tornar presidente nos Estados Unidos, adorado mundo afora e se chamar Barak Obama.
  • “É Coisa de Preto” nascer como Cassius Clay, se tornar Muhammad Ali, ser considerado o maior boxeador do mundo e o maior desportista do Século.
  • “É Coisa de Preto” poetizar a música como Pixinguinha, Cartola, Luiz Gonzaga, Ataulfo Alves, Gilberto Gil e Djavan.
  • “É Coisa de Preto” ser minoria mesmo quando se é a maioria da população brasileira.
  • “É Coisa de Preto” inventar o Blues, Jazz, Samba, Reggae e o Rock.
  • “É Coisa de Preto” se chamar B. B. King, ser o Rei do Blues e um dos maiores guitarristas do mundo.
  • “É Coisa de Preto” saber que um dia atitudes discriminatórias como a de William Waack deixarão de existir.

William-Waack “É Coisa de Preto”William Waack

 

Livros de Gil DePaula

www.amazon.com.br          www.clubedeautores.com.br   – digite: Gil DePaula

 

THPCB2 “É Coisa de Preto”

3 Comentários

  1. Gostei muito!
    Só que me senti desprestigiado e descriminado por ser branco ariano!

  2. Tapa na cara da sociedade! Adorei! Um senão seria o fato de você não elencar as conquistas das pretas, mulheres corajosas e Ainda mais discriminaras como Ruby Bridges e Rosa Parks, apenas para ficar no âmbito dos EUA! Abraços.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios *

*

Solve : *
19 + 16 =


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: