Últimas do blog

Meus Textos e Crônicas

Crônica da Vida: A Feliz e Triste Reunião de Amigos

Por Gil DePaula   Em janeiro de 1984, fui trabalhar numa empresa chamada Cobra Computadores, que foi a primeira empresa de tecnologia do governo brasileiro. Era uma empresa que fornecia computadores e softwares, a diversas outras, principalmente a órgãos do governo. Apresentava, uma departamentalização bem simples, se dividindo, basicamente, entre os setores administrativo, marketing, técnico, software e gerência. Eu, permaneci ...

Leia Mais »

O Retorno do Ex-Governador Corrupto ao Palco Dos Seus Crimes

Por Gil DePaula Sim! Ele está de volta. Ele volta com a mesma careca lustrosa, certamente com menos fios de cabelo, mas com o mesmo sorriso cínico a lhe enfeitar a cara, que o acompanha desde sempre. Aquele sorriso mau-caráter que possui os vilões, e que nos parece enviar uma mensagem: “vocês não conseguirão me deter”, ou seja, a certeza ...

Leia Mais »

Mais Estranho Que a Ficção

Por Gil DePaula (Artigo originalmente publicado em junho de 2017) O termo ficção está intrinsecamente ligado à criação de uma narrativa imaginária ou irreal. O homem é o único ser que habita nosso planeta, capaz de criar algo que não é real, mas que mantém a aparência com a realidade, ou com uma realidade possível. No universo da sua criação, ele ...

Leia Mais »

Ensaio Sobre a Morte

Por Gil DePaula (republicado)   Tânato na mitologia grega era a personificação da morte. Filho de Nix, a noite eterna, que o concebera sem o auxílio de nenhum outro deus. Irmão do Sono (Hipnos), Tânato era inimigo implacável do gênero humano e odiado até pelos Imortais. Ele fixou a sua morada no Tártaro, segundo Hesíodo, diante da porta dos Infernos, ...

Leia Mais »

Reminiscências da Alma

Por Gil DePaula   Possuo um frasco guardado no tempo Onde colhi lágrimas de saudades e ilusões Gotas de amores desperdiçados Odores nunca esquecidos Essências contidas em minutos vividos Reverbera, qual nota repicada O primeiro olhar, o primeiro toque O beijo doce não osculado Idílico, jamais reclamado Meras reminiscências, acalanto da alma Espaço e tempo se curvam O passado conjuga-se ...

Leia Mais »

NEGRINHO – Uma História do Livro “O Baú das Histórias Inusitadas”

  NEGRINHO   Bayo em Iorubá significa “alegria é achada”, mas se a vida trouxe alegria para Bayo Suarili, esta terminou aos seus 16 anos. Há apenas algumas horas acaba de desembarcar de um navio negreiro. Cansada, sedenta, magérrima, fedendo e com várias feridas purulentas espalhadas pelo corpo causadas pela infestação de piolhos e lêndeas que nelas depositaram seus ovos, ...

Leia Mais »

Jair Bolsonaro: Quem é?

Por Gil DePaula (texto originalmente publicado em 2018) Jair Messias Bolsonaro nascido no município de Glicério, na região de Araçatuba no dia 21 de março de 1955, é um militar da reserva e político brasileiro. Cumpre atualmente o seu sétimo mandato na Câmara dos Deputados do Brasil, eleito pelo Partido Progressista. Foi casado com Rogéria Nantes Nunes Braga, com que ...

Leia Mais »

Crônica da Vida: A Minha Mãe Helenice

Por Gil DePaula Que as mulheres são seres especiais, já se sabia mesmo antes de Maria gerar Jesus,  que com o advento do nascimento do Cristo gerado na barriga dela, ficou patente. Quando elas se tornam mães, então, se fazem mais que especiais, pois a vida que abrigam dentro de si, são uma permissão especial de Deus, para continuação da ...

Leia Mais »

Não Sou Afrodescendente, Sou Brasileiro

Por Gil DePaula Me desculpem os politicamente corretos, mas o uso do termo afrodescendentes é algo idiota. Primeiro porque quase todo o brasileiro descende de africanos. Segundo porque nem todo africano é negro. Um bôer da Africa do Sul é africano e não é negro, da mesma forma que um egípcio que vive no Norte da África também não o ...

Leia Mais »

Histórias da Polícia de Brasília – O Delegado Corajoso

Adaptação Por Gil DePaula O delegado Carleto (nome fictício) era chefe de uma equipe de plantão, de uma das delegacias do Distrito Federal. Ainda moço, eloquente, possuía como principal característica a simpatia. A postura dele, era a de sempre se mostrar valente e destemido. Entretanto, até uma determinada ocasião – que relatarei agora – nunca sua coragem havia sido colocada ...

Leia Mais »