Últimas do blog

Meus Textos e Crônicas

O Escravo – Uma História do Livro O Baú das Histórias Inusitadas

    O ESCRAVO   Primeiro foi o torpor que lhe invadiu, seguido da sensação de que o corpo se partia em mil pedaços. Em seguida, podia jurar pelos seus deuses africanos ou pelos santos dos brancos, que voara e voara, até que despencou ali. E ali, só podia ser um mau sonho. Morto não estava, pois sentiu a dor ...

Leia Mais »

Vermelho 27 – Um Conto do Livro “O Baú das Histórias Inusitadas”

Esta história é baseada na música (tango) de David Nasser e Herivelto Martins, e cantada por Nelson Gonçalves   VERMELHO 27   À sua passagem os cães ladraram fortemente, mas nem a insistência dos latidos perturbou aquele homem de uma esqualidez quase cadavérica, que nem o terno surrado enfeitado por um arremedo de gravata conseguia esconder. A face sugada e ...

Leia Mais »

O Reflexo

Por Gil DePaula   Surpreendentemente, um dia desses qualquer ao olhar no espelho, enxerguei um menino que há muito não via, e que me devolvia o olhar com uma curiosidade muito maior do que a minha. Percebi que o jovem fixava-se em minhas rugas e em meus cabelos brancos como a se perguntar como os adquiri, ou quando eles chegaram. ...

Leia Mais »

Suave é a Noite

Por Gil DePaula Com você suave é a noite Pois aqui a luz não existe Afora, uma tênue centelha que desce dos céus Por meio da tenebrosa manhã Os dias se sucedem, serpenteando horas Ponteiros que envelhecem sem tic-tacs A brisa da vida sopra; continua e incerta E memórias enterram-se no passado Crer, duvidar, o existir, o findar Conjecturas; ninhos ...

Leia Mais »

Alma Profana

Por Gil DePaula     Não conhecerá mais sua boca A vergonha do beijo que lhe dei De apetite sensual espesso De amor pungente Lábios que sonhei inocentes Rubros de outros beijos Com permissão profanados Agora cerrados estão os meus Cingida estarás ao nó de outro abraço Da alma gêmea igualmente conspurcada Saboreará a volúpia desleal Tal qual profanaste, serás ...

Leia Mais »

O Brasil se Tornou Um País de Intolerantes?

Por Gil DePaula Nos meus 63 anos vividos, nunca antes havia vivenciado o que ocorre agora neste país. Lembro, que cresci sobre os auspícios de uma ditadura militar, onde as pessoas tinham até receio de se pronunciarem contra atos do governo, pois corriam o risco de serem denunciadas e acabarem presas. Outro lado ruim, era o de uma sociedade extremamente ...

Leia Mais »

O Circo Patético de Inquisição de Omar Aziz e Renan Calheiros

Por Gil DePaula Antes de começar a divagar nos caminhos horrorosos que percorre a CPI da covid, deixo claro que não sou bolsonarista e muito menos concordo com os atos do presidente em diversas situações, bem como a falta de sensibilidade e empatia dele para com a vida humana. Posto isto; é preciso dizer que qualquer pessoa de bom senso, ...

Leia Mais »

O Corrupto Renan Calheiros Continua a Dar as Cartas

Por Gil DePaula Têm certas coisas que beiram o absurdo e que podemos incluir no rol das aberrações. Termos um senador com a biografia de Renan Calheiros é uma delas. Pois vejamos: José Renan Vasconcelos Calheiros, nascido em 16 de setembro de 1955, nas Alagoas, filiado ao PMDB, foi deputado federal e três vezes senador da República, sendo o atual ...

Leia Mais »

Após a Tempestade

Por Gil DePaula Assim que o tempo passar E os corações se acalmarem Deixando para trás, o abismo coletivo Com a alma em luto, nos sentiremos afortunados Pela oportunidade de continuarmos vivendo Apesar de todo o nosso acovardamento Seremos capazes, então, de amar Abraçar o desconhecido e perdoar o inimigo E enxergaremos a sorte de ter pelo menos um amigo ...

Leia Mais »

Crônica da Família: Minha Irmã e o Papagaio

Dedicado a minha irmã Mary, por Gil DePaula Nossa família, além dos nossos pais, era composta por cinco irmãos. Em um belo dia de sábado, de sol forte e poucas nuvens no céu recebemos alguns visitantes já esperados trazidos por uma parente do meu pai: uma velha senhora bastante rabugenta e um papagaio que lhe pertencia, que, conforme combinado, passaríamos ...

Leia Mais »