Últimas do blog

Tag Archives: poema

Sol & Lua

 

Leia Mais »

O País de Pedro

     

Leia Mais »
imagem de poema

Pintura Digital

Por Gil DePaula   Esculpi você na mais perfeita tela digital Onde nada existia colei o que havia copiado Digitei bit a bit a imagem que idealizei Arquivei numa pasta, que nunca criamos Com nome de “promessa”, que nunca juramos Digitalizei sua imagem em teclados e solidão Prometíamos: Seremos felizes. Viveremos juntos para sempre. Mas o sempre pra sempre Quase ...

Leia Mais »

Paixão e Razão

Por Gil DePaula   Tenho uma alma Dividida entre o amor e a razão Bem melhor seria se não tivesse Pois não plagiaria a canção Alma mal contida Extravasando dor e solidão Melhor que não a possuísse Para não arder no fogo da paixão Quisera ser as suas mãos Para em suas pernas me entranhar Sentir o seu calor a ...

Leia Mais »

Bichos de Amor

 

Leia Mais »

Um Poema na Vida

Gil DePaula   Eu queria um poema na vida Que permitisse esquecer os desencantos Que seus versos rimados afagassem a alma E que mesmo sem rima, fosse um acalanto Eu queria um poema na vida Que falasse de grandes amores vividos De conquistas prodigiosas E das paixões perdidas Eu queria um poema na vida Que a utopia da igualdade fosse ...

Leia Mais »

Castro Alves: O Inigualável Poeta Brasileiro

O poeta baiano Antonio Frederico de Castro Alves (1847-1871), apesar de sua morte precoce, é considerado um dos mais importantes poetas brasileiros de todos os tempos. De formação cultural sofisticada, construiu sua poesia sobre temáticas eminentemente brasileiras, alcançando uma admirável compreensão da alma popular. Com seu lirismo exacerbado compôs poemas antológicos do romantismo brasileiro, mas não afastou-se jamais de sua ...

Leia Mais »

Reminiscências da Alma

Por Gil DePaula   Possuo um frasco guardado no tempo Onde colhi lágrimas de saudades e ilusões Gotas de amores desperdiçados Odores nunca esquecidos Essências contidas em minutos vividos Reverbera, qual nota repicada O primeiro olhar, o primeiro toque O beijo doce não osculado Idílico, jamais reclamado Meras reminiscências, acalanto da alma Espaço e tempo se curvam O passado conjuga-se ...

Leia Mais »

O Reflexo

Por Gil DePaula   Surpreendentemente, um dia desses qualquer ao olhar no espelho, enxerguei um menino que há muito não via, e que me devolvia o olhar com uma curiosidade muito maior do que a minha. Percebi que o jovem fixava-se em minhas rugas e em meus cabelos brancos como a se perguntar como os adquiri, ou quando eles chegaram. ...

Leia Mais »

Suave é a Noite

Por Gil DePaula Com você suave é a noite Pois aqui a luz não existe Afora, uma tênue centelha que desce dos céus Por meio da tenebrosa manhã Os dias se sucedem, serpenteando horas Ponteiros que envelhecem sem tic-tacs A brisa da vida sopra; continua e incerta E memórias enterram-se no passado Crer, duvidar, o existir, o findar Conjecturas; ninhos ...

Leia Mais »