bacalhauBacalhau não é um peixe, mas vários. Cinco espécies marinhas podem ser vendidas com esse nome. Existe, porém, o chamado “bacalhau legítimo”: o peixe Gadus Morhua, considerado o melhor de todos. Ele também é conhecido como Cod ou bacalhau do Porto – uma referência à cidade portuguesa, apesar de não haver bacalhau em águas lusitanas. É que o Porto é um importante centro de comércio do peixe seco e salgado que chega do Atlântico Norte, em especial da Noruega.

Portugal se tornou o maior mercado consumidor de bacalhau do mundo por causa dos pescadores navegadores que se aventuravam pelos oceanos nos séculos 15 e 16.

Aquele peixe duro e seco podia cheirar mal, mas demorava alguns meses para estragar. Por isso, era o alimento ideal para ser estocado nos porões das naus de Cabral e companhia.

O bacalhau caiu no gosto da população portuguesa e, por tabela, da brasileira – o Brasil consome 30% do bacalhau produzido na Noruega, o que em 2002 correspondeu à bagatela de 18 mil toneladas.

Por causa da atual escassez de bacalhau (decorrente da pesca predatória), o preço é alto.

O peixe absorve muita água e ganha cerca de 20% do seu peso, após ficar de molho por um ou dois dias. O tempo de dessalgação depende do tamanho dos pedaços de bacalhau.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>