Últimas

O Blues da Senhora Sem Cor

Gil DePaula Senhora sem cor, a senhora sabe quem sou eu? Senhora sem cor, a senhora conhece meus ancestrais? Sabe se eu tenho pai, mãe, irmãos, tios, amigos? A senhora sabe se ao levantar eu sorrio ou me lamento? Sabe se andei descalço, dormi na rua ou se voei como um pássaro? Senhora sem cor, eu não tenho pai, eu ...

Leia Mais »

Crônica de Um Peladeiro

Por Gil DePaula Escrevo esta crônica para homenagear os peladeiros do Brasil, especialmente, aos meus amigos, que não dispensam a tradicional pelada. Era meados de 1970, mais precisamente dia 21 de junho, e o Brasil acabava de sagrar-se tricampeão mundial de futebol. O ribombar de fogos de artificio, explodindo nos céus, era expressão maior da alegria vivida por um povo, ...

Leia Mais »

Entrevista de Gil DePaula Para a Radio CESB do Distrito Federal

 

Leia Mais »

Partido dos Trabalhadores: Da Salvação ao Inferno

Por Gil DePaula (Texto originalmente publicado em abril de 2016) Em 10 de fevereiro de 1980, no Colégio Sion em São Paulo, foi fundado o Partido dos Trabalhadores (PT), imediatamente se proclamando o bastião das transformações sociais e políticas que varreria a corrupção e os descalabros do Brasil, pela ética, moralidade e justiça social. Passados trinta e seis anos, o ...

Leia Mais »

Crônica da Saudade

Artigo publicado originalmente em 2014, no jornal Guará Hoje Por Gil DePaula Em um dia qualquer de 1973, soubemos que nossa família se mudaria de Taguatinga para o Guará 2. O fato, decidido por nossos pais, em alguns dias se tornaria realidade, representando para eles um significativo progresso de vida, pois abandonaríamos o barraco de madeira e, finalmente, depois de ...

Leia Mais »

Bolsonaro: Um Presidente Destrambelhado

Por Gil DePaula Disse uma vez um sábio, que não é por acaso, “que temos dois ouvidos para escutar e apenas uma boca para falar”. O adágio popular nos ensina: “que o peixe morre pela boca”. O Presidente brasileiro Jair Bolsonaro, ao longo da sua carreira política, vem demonstrando que não conhece as máximas descritas acima, ou se as conhece, ...

Leia Mais »

Terras dos Homens Perdidos

Por Gil DePaula Aos leitores do blog, apresento o meu livro: Terras dos Homens Perdidos 1960, uma cidade nasce do nada para se tornar a nova capital do Brasil e com ela inicia-se uma das maiores sagas vividas pelo povo brasileiro. Uma epopeia de aventuras, dramas, paixões, desilusões, riquezas, traições, crimes e progresso. Um relato da história por quem a ...

Leia Mais »

O MORTO – Um Conto do Livro “COMPLEXO DE BATMAN”

O MORTO   Allan Mais uma vez acordava com o coração palpitante e o travesseiro encharcado de suor. O pesadelo com o morto insistia em atormentá-lo, e Allan tinha consciência que os malditos sonhos começaram, depois do jantar na casa do amigo Aristides, cujo pai falecera recentemente. Nas imagens oníricas, começava se banqueteando sozinho em um local escuro, sem paredes, ...

Leia Mais »

A Origem da Expressão “Nas Coxas”

Trata-se de uma expressão quase chula utilizada para qualificar alguma coisa mal feita, mal acabada, sem qualidade. Exemplo: “O encanamento da casa vive dando vazamentos, parece que foi feito nas coxas”, ou “Que tipo de engenheiro você é para ter projetado esta porcaria? Parece que seu curso foi feito nas coxas”. A maior parte das pessoas, por desinformação, supõe que ...

Leia Mais »

“Sou do Contra”

(Originalmente publicada em 2013) Por Gil DePaula Descobri que possuo um grande defeito: decisivamente “sou do contra”. Sou contra a miséria, sou contra a corrupção, sou contra as doenças, sou contra a falta de educação (ou ausência dela), sou contra a falta de bom senso, sou contra o aborto, sou contra as discriminações, etc. e tal. Porém, sou contra principalmente ...

Leia Mais »