Últimas do blog

Sobre Estupradores, Pedófilos e Outros Canalhas

Por Gil DePaula

Estupro Sobre Estupradores, Pedófilos e Outros Canalhas
O Estupro, é considerado a prática não consensual do sexo, imposto por meio da violência ou grave ameaça de qualquer natureza por uma pessoa a outra, de ambos os sexos. Ele consiste em qualquer forma de prática sexual sem o consentimento de uma das partes, envolvendo ou não penetração. Ainda que o estupro vitime ambos os sexos, as mulheres são as vítimas historicamente mais atingidas.

No Brasil, a cada ano, ocorre cerca de quarenta e cinco mil casos de estupro, envolvendo homens e mulheres, sendo que, estatisticamente, 60% envolve familiares e 70% crianças. Dados alarmantes, pois apenas 35% das vítimas levam o fato ao conhecimento das autoridades.

As vítimas do estupro carregam sequelas para o resto da vida. Sequelas estas, que vão além da violência invasiva em seus corpos, e lhes causam traumas psicológicos que dificilmente são deixados para traz.

Assédio

Assédio

Outra forma de violência (geralmente contra as mulheres) é o assédio. Homens mal resolvidos, inseguros e covardes, valem-se de determinadas situações para desfilar as famosas “cantadas” de forma grosseira e agressiva. Agressão esta, que pode acontecer em um supermercado, na rua, no trabalho, etc., que, pegando a vítima de surpresa, geralmente as deixam sem reação, conforme vários casos relatados.

pedofilia2a Sobre Estupradores, Pedófilos e Outros Canalhas

Pedofilia

Pedofilia

Já, a pedofilia, é classificada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como uma doença de transtorno sexual. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças – meninas ou meninos – do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade.

A maioria dos pedófilos são homens, e o que facilita a atuação deles é a dificuldade que temos para reconhecê-los, pois aparentam ser pessoas comuns, com as quais podemos conviver socialmente sem notar nada de anormal nas suas atitudes. Em geral têm atividades sexuais com adultos e um comportamento social que não levanta qualquer suspeita. Eles agem de forma sedutora para conquistar a confiança e amizade das crianças.

Internet

Internet

Pedófilos costumam usar a Internet pela facilidade que ela oferece para encontrarem suas vítimas. Nas salas de bate-papo ou redes sociais eles adotam um perfil falso e usam a linguagem que mais atrai as crianças e adolescentes. Por isso é muito importante não divulgar dados pessoais na Internet, como sobrenome, endereço, telefone, escola onde estuda, lugares que frequenta, e fotos, que podem acabar nas mãos de pessoas mal-intencionadas.

Existe, ainda, uma parcela (comumentemente de homens mais velhos) que assediam garotas e/ou garotos de menor idade, geralmente na faixa de 14 a 18 anos, demonstrando com isto, uma libido de transtorno sexual e psicológico.

Barbárie

Barbárie

Recentemente, uma jovem de 16 anos foi violentada por, pelo menos, 30 homens, em uma comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro. A adolescente teria ido até a casa de um rapaz com quem se relacionava há três anos. Ela se lembra de estar a sós na casa dele, e acordar no outro dia em uma outra casa, na mesma comunidade, com 33 homens armados com fuzis e pistolas. Ela conta no depoimento que estava dopada e nua.

A jovem relata ainda, que foi para casa de táxi, após o ocorrido. Ela admitiu que faz uso de drogas, mas afirmou que não utilizou nenhum. Na terça-feira (24/06), ela descobriu que imagens suas, sem roupas e desacordada, circulava na internet.

A moça realizou exames de corpo de delito no Instituto Médico-Legal. Depois foi levada para o Hospital Souza Aguiar, onde tomou um coquetel de medicamentos para evitar a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis.

Os crimes de estupro, pedofilia e assédio sexual devem serem sempre combatidos e denunciados, pois somente assim poderão ter um arrefecimento em suas ocorrências. Pois somente assim, independentemente, da modalidade de crime que cometeram, esses agressores covardes poderão ter as punições que merecem.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: