Últimas do blog

Veja você Brasil… Ou veja você Brasília

Versos que escrevi em 1982, quando fazia parte do Diretório Acadêmico da Católica de Brasília, prestes à abertura politica

ditadura-militar-diretas-ja Veja você Brasil... Ou veja você Brasília

E do nada se fez o sonho

E do nada se fez o cerrado

E do sonho se fez a vontade

E do cerrado se fez a poeira

E da vontade se fez a realidade

E da poeira se fez a edificação

E edificou-se um mundo que seria melhor

E o melhor cresceu

E o melhor era físico e a juventude apareceu

E a juventude de meia quatro cresceu

E a juventude de meia quatro foi doutrinada

E o grito solto na garganta tornou-se eco interior

E o pensamento palavrão

E a flor não esmagou o canhão

E a flor apenas renasceu

A flor de oito dois era tímida

A flor era pequena, angustiada e maltratada

E as flores de oito dois são cheias de vida, força e esperança…

Mas sem perfume

 

Livros de Gil DePaula

www.amazon.com.br          www.clubedeautores.com.br   – digite: Gil DePaula

Livros-de-Gil-DePaula Veja você Brasil... Ou veja você Brasília

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios *

*

Solve : *
20 − 4 =


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: